Félix Briano, batera do Dark Season, apresenta seu arsenal

Estamos inaugurando mais uma série no Full Rock, – Backstage – nela vamos tentar mostrar o algo mais por trás dos shows, notícias e gravações. Nesse post temos Félix Briano, baterista do Dark Season, apresentando os detalhes de sua bateria, marcas, especificações técnicas, bugingangas e perfumarias. Confira:

Visão geral da bateria toda montada

Visão geral da bateria toda montada

“Meu kit é composto por tambores Odery Hand Made Custom, nas seguintes medidas:

Tom 08″x 08″
Tom 10″x 09″
Tom 12″x 10″
Tom 13″x 11″
Surdo 16″x 16″
Bumbos 22″x 18″
Caixa 14″x 6″1/2

Tons, surdo e bumbos encomendei um pouco mais profundos que o padrão atual de mercado para extrair o máximo de grave possível, afinal, toco Death Metal; optei por não usar nenhum revestimento ou acabamento laqueado para que não interferisse no som. Foram apenas encerados. Todos com peles Luen DP no ataque e Evans na resposta.

Dois bumbos 22"x 18" compões a bateria

A caixa encomendei nas medidas para que ela tivesse ataque, volume e grave, além do agudo já característico da peça em si. Com isso ela tem o casco espesso e uma profudidade que garantiu esse equilíbrio sonoro. Uma época me desfiz dela, mas após dois anos consegui comprá-la de volta. É na cor preta com ferragens pretas, exceto os aros die-cast da marca Gibraltar. Nela uso peles HDDry no ataque e Hazy 300 na resposta, ambas da Evans. Não me imagino tocando em outra caixa.

Uso ferragens da Pearl: estantes de prato, extensores, clamps, suporte de caixa, pedais e máquina de chimbau. Só o banco, que é um Tama 1St Chair. Os pedais são dois Pearl P-2000B/C Eliminator. Ele vem com corrente e fita como opção de acionamento além de inúmeras regulagens, que são até perigosas, pois você tanto pode transformá-lo num excelente pedal quanto fazer ele ser pior que os pedais que acompanham as baterias BNB.

A máquina de chimbau que uso no kit quando montado os dois bumbos é uma H-1000 só que eu retirei as pernas dela e a uso presa no bumbo esquerdo com um clamp específico.

Quando uso o kit com pedal duplo (também um Pearl Eliminator) uso minha outra máquina de chimbau, uma Pearl Eliminator H-2000. O legal é que ela tem os mesmos recursos dos pedais e tem apenas duas pernas ao invés dos tradicionais tripés para não rolar a famosa briga de espaço entre pedal remoto e as pernas da máquina de chimbau.

Félix Briano, Dark Season, em ação

Félix Briano, Dark Season, em ação

Como ainda estou em fase de troca de pratos, vou mandar o set que eu usava até um mês atrás, que eram Octagon Groove.

Mini-Hat 12″
Power Hat 13″
Full Crash 18″
Power Crash 18″
Power Crash 20″
Splash 08″
Splash 10″
China 9″ 1/2
Mini-China 11″ 1/2
China Type 15″
China Type 18″
Power Ride 20″
Power Ride 20″

De bugingangas tenho um metrônomo Boss DB-12 e triggers Deval para bumbos e caixa.

Além disso tenho bags e cases para transporte do kit todo, pois mesmo com o apoio que tive da Odery e Octagon à época que adquiri meu material, sei que isso custa caro, e precisa ser transportado sem se desmanchar com o tempo. Sou muito grato em especial à Odery na pessoa de Maurício Cunha, que depositou confiança no meu trabalho com o Dark Season.

Bom é isso que eu uso e valeu!”

Quem é Fábio Pitombeira ?

Trabalha desde 2002 com produção de shows em Teresina. Teve a oportunidade de trabalhar com grandes nomes do Heavy Metal e Rock and Roll como Paul Di Anno, Ira!, Hangar, Angra, Shaman, Andralls, Drowned, Clamus, Dark Season, Megahertz, Anno Zero, Empty Grace, Morbydia, Káfila, entre outros.

Publicidade

Comente com seu perfil do Facebook

7 Comentários

Comente direto no site

Deixe um comentário, ou adicione um trackback em seu site/blog. Você pode acompanhar os cometários via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *